segunda-feira, abril 24, 2017

FRUTOS



Livros inteiros
Esperam-me pari-los
E as gestações das lutas
Dos lutos
Dos reinventar-se
Transformam todos
Em filhos lindos
Ansiosos por saírem
E dizerem com minhas letras
E sangue
E lágrimas
E excrescências
Do bom e do ruim
Com que conviveram
Dentro de mim.



terça-feira, abril 18, 2017

IMPERMANENTE


PJ Reptilehouse, USA



Despejam a mentira em meus sentidos
E na boca líquida é a verdade
Do deleite que venho a ter

O gozo não comungado, insentido
É desleal e fere o ombro amigo
Revela o que não busco reviver

Do jogo da conquista me liberto
Esvazio-me de meu ego, conserto-me
Desfruto o prazer do me refazer

E entoando meus mantras
Eu em mim, desperto
Para impermanecer.
 
 

terça-feira, abril 04, 2017

OS ANJOS




Os anjos são o que são
E não estão de passagem
Agem e ungem como miragem
Sem alarde e presunção

Eles em toda parte
Com sua genialidade
Zelam
Cuidam
Todos sabem
Como nos socorrerão

Anjos que silenciosos
Assumem trabalhos honrosos
Sem asas precisarem ter
Protetores que nos velam
E assim se revelam
Na sutileza do viver

Na humildade dos lares
Nas escolas seculares
Nos hospitais
No acontecer

Os anjos nos abençoam
Suas bênçãos não são à toa
Tudo diz de uma missão
Deles que vêm e vão
Sem exigir oração
Existindo por se serem.